sexta-feira, 8 de abril de 2016

Ciberpajé participa como convidado do "Encontro de Tecnoxamanismo de Brasília".

A convite da galeria deCURATORS, de Brasília, e da "Rede Tecnoxamanismo", o Ciberpajé participou do "Encontro de Tecnoxamanismo de Brasília", que aconteceu dias 1, 2 e 3 de abril de 2016. O encontro teve como tema "Sobrevivência: Indigenismo, Catástrofes Ambientais e Industriais", e foi composto por múltiplas atividades. O Ciberpajé Edgar Franco foi convidado a participar de duas oficinas, a primeira de "Interescritura - Transnarrativas Sci-fi", objetivando a criação de narrativas de ficção científica para servirem de base ao ritual tecnoxamânico que fechou o evento, a oficina foi coordenada por Léo Pimentel, Fabiane  Borges e Carol Barreiro. A segunda oficina foi a de "Eletrônica (do it yourself ) e preparação do espaço do ritual (luzes, música, vídeo, objetos)" , teve a  coordenação de Phil Jones, Krishna Passos, Victor Valentim e Gisel Carriconde Azevedo.

Ciberpajé na oficina de "Interescritura - Transnarrativas Sci-fi" (Foto de Fabiane Borges)

Ciberpajé na oficina de "Eletrônica (do it yourself ) e preparação do espaço do ritual (luzes, música, vídeo, objetos)" (Foto de Fabiane Borges)

​Ciberpajé, ao lado do artista multimídia Léo Heresia, na oficina de "Eletrônica (do it yourself ) e preparação do espaço do ritual (luzes, música, vídeo, objetos)" (Foto de Fabiane Borges)

No dia 2 de abril o Ciberpajé participou do programa de rádio, da rádio deCurators, com o tema SOBREVIVÊNCIA, CATÁSTROFES, METAFÍSICA E FICÇÃO. O programa teve a moderação de  Hilan Bensusan (filósofo, performer, escritor, professor de filosofia UNB, pesquisador de assuntos relativos à metafísica, ontologia e animismo) e contou também com a participação de Marcos Woortmann (cientista político, permaculturista, ecologista), Phil Jones (programador, artista digital, software livre), Adirley Queirós (cineasta) e Angel Luis (programador, Baobáxia – Kalunga). Em sua participação o Ciberpajé falou de seu processo de transmutação em Ciberpajé e dos desdobramentos disso em sua vida e arte. O programa aconteceu num ambiente aberto em uma superquadra de Brasília e teve presença de um público atento e interessado.
Ele pode ser ouvido na íntegra nesse link:   https://archive.org/details/radio-tecnoxamanismo-brasilia

Ciberpajé durante o programa de rádio "Sobrevivência, Catástrofes, Metafísica e Ficção", da rádio deCurators. (Foto de Gisel Carriconde)

Público do programa de rádio "Sobrevivência, Catástrofes, Metafísica e Ficção", da rádio deCurators. (Foto de Gisel Carriconde).

​Ciberpajé durante o programa de rádio "Sobrevivência, Catástrofes, Metafísica e Ficção", da rádio deCurators. (Foto de Gisel Carriconde)

Na noite de 3 de abril aconteceu o ritual que foi realizado no espaço da galeria de arte Elefante, em Brasília, e teve a participação de artistas de diversos estados. Durante o intenso ritual, os participantes tiveram liberdade para construirem suas transnarrativas e improvisarem. O Ciberpajé encarnou o papel de um líder espiritual terrorista que se insurgiu contra a tecnociência gerida pelas multinacionais. Em diversos momentos interagiu com o público presente e com os artistas convidados com destaque para o músico e artista transmídia Léo Heresia, e a performer Malu Engel. Para ver mais fotos de todo o encontro confiram o link: https://www.flickr.com/photos/22405820@N08/albums/72157664597878774/page3

O Ciberpajé e a performer Carol Barreiro, durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé interagindo com público, durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé e o artista multimídia Léo Heresia - com seu berimbau eletroacústico, durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé e o artista multimídia Léo Heresia - com seu berimbau eletroacústico, durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé e a performer Malu Engel, durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé e a performer Malu Engel, durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

​O Ciberpajé durante o ritual tecnoxamânico. (Foto de Matthew Webb)

O Ciberpajé agradece a oportunidade e o convite feito por Gisel Carriconde, curadora do espaço deCURATORS, também ao artista Phil Jones e ao filósofo Hilan Bensusan, que me receberam em sua casa de forma afetuosa, estendo o agradecimento à Fabiane Borges, coordenadora da Rede Tecnoxamanismo, também ao artista multimídia Léo Heresia e aos demais artistas presentes no ritual. Grande abraço e até o próximo encontro!