quarta-feira, 24 de agosto de 2016

[O Ciberpajé Recomenda] 4 obras em destaque no ARS ELECTRONICA Festival 2016

O ARS ELECTRONICA, que acontece anualmente em Linz, na Áustria, é reconhecido como o mais importante festival dedicado às obras de arte e tecnologia do mundo, e premia em 5 categorias: Animação computacional/film/VFX; Arte Interativa; Comunidades Digitais; Crie seu mundo (para jovens de até 19 anos); e Pioneiros visionários da arte mídia. O festival acontecerá entre 8 e 12 de setembro, mas já anunciou os vencedores e as menções honrosas. Essa edição, em minha opinião, foi uma das melhores nos anos recentes em qualidade poética e reflexiva das obras, dentre elas destaco:

INFERNO - Um interessante trabalho de arte robótica interativa em que pessoas da audiência são convidadas a vestirem os exoesqueletos robóticos que são controlados remotamente pelos autores da obra, fazendo com que os interatores percam o controle do movimento de seus braços. A obra, criada por Louis-Philippe Demers (CA), Bill Vorn (CA), metaforiza o inferno de Dante e questiona a visão utópica de uma singularidade maquínica, apresentando um modelo característico de automação e nossa submissão às máquinas. Usa os mesmos artifícios de Stelarc, mas vai na contramão de seu discurso. Ganhou menção honrosa no ARS ELECTRONICA 2016. 

Captura de tela do vídeo
Confiram um vídeo no link:
http://prix2016.aec.at/prixwinner/19611/

MARBLE MACHINE - Uma impressionante máquina sonora de base analógica construída com 3000 peças, 500 partes de Lego e 2000 bolinhas de gude! Um engenho fabuloso e mágico que consegue timbres inusitados, delicados. Uma máquina analógica de base mecânica dialogando com o digital. Fabuloso trabalho de Martin Molin (SE) que ganhou menção honrosa no ARS ELECTRONICA 2016. 

Captura de tela do vídeo
Confiram um vídeo no link:

OPENSURGERY - Um robô "faça você mesmo" para cirurgias domésticas de laparoscopia! Trabalho controverso e provocativo do artista holandês Frank Kolkmann que coloca a questão de ferramentas cirúrgicas D.I.Y. serem uma alternativa possível para serviços profissionais de saúde que são demasiado caros para muitas pessoas. Kolkmann projetou um sistema cirúrgico para uso doméstico, todos os componentes podem ser encomendados on-line e montados em casa. O objetivo da "Iniciativa OpenSurgery" não é criar um robô totalmente funcional que pode executar operações reais, mas sim provocar uma discussão sobre a inter-relação tensa entre fatores sócio-econômicos e os valores éticos no campo dos cuidados médicos. Uma insurgência incrível contra a horripilante "máfia de branco", hackeando o sistema médico, e os planos de saúde. Foi premiado no ARS ELECTRONICA 2016. 

Captura de tela do vídeo
Confiram um vídeo no link:

ALL THINGS FALL - O ancestral zoetropio e as recentes impressoras 3D se unindo para falar de uma história arquetípica de genocídio. Nessa impactante obra de Mat Collishaw (UK), vemos uma versão animada do "Massacre dos Inocentes", um conto bíblico de infanticídio, cometido pelo rei Herodes para evitar perder sua coroa. O artista combina o aparelho precursor do cinema, o zoetropio, com as novas tecnologias para projetar e criar o trabalho. Todos os 300 personagens e a arquitetura foram concebidos nos softwares 3Ds Max e ZBrush e depois impressos como modelos 3D em resina. A escultura circular gira em velocidades tão altas que as cenas estáticas tornar-se animadas. Ganhou menção honrosa no ARS ELECTRONICA 2016. 

Captura de tela do vídeo
Confiram um incrível vídeo da obra no link: https://vimeo.com/144888119