sexta-feira, 23 de maio de 2014

Artlectos e Pós-humanos #8!

Saindo do forno:

Artlectos e Pós-humanos 8!

Este oitavo número de Artlectos e Pós-humanos foi totalmente criado em parcerias inusitadas baseadas em métodos diferentes dos tradicionais conhecidos para a criação de quadrinhos. A proposta ratifica o caráter experimental da revista e minha visão das HQs como forma de expressão artística com possibilidades ilimitadas, uma linguagem em constante gesta
ção. As parcerias incluíram desde seres humanos, passando por um robô e chegando a uma árvore!

A HQ que abre a edição, Gnosce Te Ipsum!, foi uma parceria com o saudoso amigo Elydio dos Santos Neto, a quem este número é dedicado. O processo criativo dessa história envolveu a seleção de onze artes em um banco de imagens que desenho sem finalidade prévia. Elydio, de posse das imagens, organizou-as e escreveu o roteiro poético. O segundo trabalho da edição, (E)ternura, é uma HQ criada em parceria com o robô Moravechio, espécime da série Draw Droids 2.0, desenvolvido por Flávio Gomes de Oliveira. Nesse caso, o robô, que funciona através de sensores de luz, desenhou previamente sobre o papel as páginas e a partir de seus traços eu finalizei a arte e criei o roteiro.
A revista segue com a HQ Seiva, criada a seis mãos. Um processo criativo em brain storming que durou menos de duas horas. Desenhei a primeira página e escrevi o texto sem rascunho prévio, em seguida Jorge Del Bianco fez a segunda página e Gazy Andraus a terceira. Eu fechei a HQ com a arte e texto da página final.

Na sequência temos dois HQforismos – novo subgênero de quadrinhos poético-filosóficos que funde aforismo e quadrinhos –, criados em parceria com Danielle Barros Fortuna, a IV Sacerdotisa da Aurora Pós-humana. O método de sua criação envolveu transes e estados alterados induzidos por nós dois através de um ritual de conexão cósmica.

Os três trabalhos seguintes foram criados a partir de uma impactante experiência psiconáutica induzida com a ingestão de cogumelos Psilocybe Cubensis. A primeira HQ, de quatro páginas, sem título, foi criada durante a experiência, em pleno transe psiconáutico. Trata-se de uma parceria com Matheus Moura, responsável pelo roteiro. Ele realizou a viagem comigo, e como eu, é um pesquisador de arte visionária, processos criativos e quadrinhos. Após a HQ de quatro páginas incluo dois HQforismos frutos da mesma experiência. O primeiro criado ainda sob efeito da psilocibina, que assino em parceria com o “Esporo”. Já o segundo foi produzido um mês depois da experiência, mas ainda sob sua influência, resgatando o fato de eu ter conversado com uma árvore e propondo assim uma parceria criativa com ela, criar com o coqueiro do jardim de minha casa, em Goiânia. O

HQforismo colorido que fecha a edição foi criado instantaneamente, sem rascunho prévio, durante minha mesa de autógrafos no FIQ/BH 2013 e colorizado posteriormente.

Edgar Franco

Para adquirir a sua, entre em contato no site da editora Marca de Fantasia:


http://www.marcadefantasia.com/revistas/artlectos/artlectos-08/artlectos-08.html