terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

[Resenha] A revelação de que o Sol tem cu! EP "Ciberpajé - Entranhas do Sol", por Denio Alves

"Quando você é sereno e selvagem... 
A vida flui como a correnteza de um rio 
E sempre, o que a próxima curva traz 
É uma bela surpresa." 
(Ciberpajé)
Ciberpajé fotografado por Daniel Rizoto

Com essa imprecação aos espíritos da mata, o Ciberpajé Edgar Franco alinhava o belo trabalho telúrico e abissal que é este "Entranhas do Sol", EP lançado esses dias em parceria com o músico e produtor Alan Flexa, do Amapá. São 3 aforismos – palavras de sagração e conduta da alma indígena e lupina, o bicho dentro do homem e o homem dentro do bicho, que é o Ciberpajé de adaga em punho, recitando sobre uma base minimalista e fulgurante, ora de sintetizadores, ora de flautas que nos remetem a Pan, em torpe devaneio dionisíaco. Excepcionalmente começamos pelo final, em "Aforismo III", nos debruçando sobre este belo cântico rústico que citamos no começo do texto, emoldurado pelas flautas de Flexa e uma tênue percussão, enquanto o Ciberpajé ecoa sua mensagem com devoção. "Aforismo II" traz o mesmo clima, mas em tom mais solene, e em tudo percorrem os trinados dos pássaros, enquanto somos levados a crer que "somos todos feitos da mesma essência, filhos do pó das estrelas", uau que viagem! E chegamos na primeira faixa, "Aforismo I", quiçá a mais psicodélica e climática do trabalho, ritmo sinuoso e obsessivo, que conduz o ouvinte doentiamente aos confins de sua mente febril, imergente nas tais "entranhas do sol"... Ei-la, Ciberpajé! Arriba! Ave, ave... que agora, graças a ti, nobremente nos deleitamos com a revelação de que o sol tem cu! Este é mais um grande trabalho do mestre Ciberpajé, e todos aqueles com destraves soberbos na glândula pineal tem o dever IMORAL de conferi-lo! E é pra já: clique aqui , e deslize abandonadamente pelo fluxo.

(Denio Alves é mentor da iconoclasta one-man band  Merlin Box, foi uma das mentes por trás do projeto musical Essence e editor do lendário fanzine "Eram os Deuses Zineastas).

Nota: Uma sincronicidade interessante é que Denio Alves escreveu essa crítica do EP antes de assistir ao videoclipe para a faixa "Aforismo II". Quando o clipe foi divulgado no facebook - a partir de um frame de sua abertura -, fui questionado por alguém com a seguinte pergunta:


Eis o frame de abertura do videoclipe:



Assista ao videoclipe "Ciberpajé - Entranhas do Sol: Aforismo II":