sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Festival Necrocarne III: Ciberpajé participou com videoclipe inédito a partir de faixa do EP Kopel Conká


No dia 29 de outubro de 2021 aconteceu online o festival NECROCARNE III reunindo 11 bandas/projetos da música extrema e experimental brasileira. O projeto Ciberpajé marcou presença no festival com um vídeo inédito chamado "Animais Resistem, Deuses Morrem", a partir de faixa criada em parceria com a grande lenda do noise mundial Radek Kopel (ex-Napalmed) para o EP Kopel Conká.

O Festival Necrocarne III é uma produção da Necromancia DarkMusic, capitaneada pelo ativista cultaral e musicista André Gorium. Confira o festival na íntegra neste link.


[Lançamento] Livro MICROS-BEAGÁ: Ciberpajé participa com 5 microcontos da Aurara Pós-Humana da nova antologia da editora Pangeia


A coletânea de microcontos Micros-Beagá, teve seu aguardado lançamento pela Editora Pangeia, no dia 11 de dezembro, na Livraria Ouvidor da Savassi, em Belo Horizonte. O livro reúne 55 microcontistas, cada qual com cinco microcontos e respectivas minibiografias; contém, ainda, uma microapresentação e uma nanobibliografia sobre microconto. Com 336 páginas, o volume está bem distribuído entre autoras e autores, e entre nomes reconhecidos, nomes em ascensão e revelações, de modo que este Micros-Beagá já nasce sendo referência da literatura mineira, do gênero microconto e da literatura brasileira contemporânea. Para pedidos, confira o serviço no final deste post.

O Ciberpajé (Edgar Franco) teve 5 de seus microcontos contextualizados no universo ficcional transmídia da Aurora Pós-Humana selecionados pela curadoria do livro para serem publicados nele. Na Apresentação (um miniprefácio), à p. 5 do livro, o organizador do volume, escritor Rauer Ribeiro Rodrigues, mineiro do Triângulo, que hoje atua, na UFMS, como professor de literatura brasileira, anota:

“A diversidade é a marca deste volume: dos temas às propostas literárias, da riqueza de diferentes gerações à variada realização estética, da reflexão à denúncia, do intimismo à cena dialogada, das múltiplas e instigantes propostas literárias à riqueza das diversas visões de mundo. Sempre presente, o espírito inquieto, dubitativo, questionador e interrogativo dos Sertões, das Alterosas, da Mata, das Minas, das Geraes, da Caatinga, da Mineração e do Cerrado.”

Rauer, que também é microcontista e estudioso do conto e do microconto, conclui a apresentação explicitando, de certo modo, que a síntese lacunar do microconto tem, nas Minas Geraes, aclimatação ideal, por certo ao considerar, intrinsecamente, o mutismo e os diálogos em que os silêncios dizem tanto quanto as palavras, modo de ser que há séculos é considerado característico do ethos dos mineiros, assim como da prosa e da poesia das Minas Geraes.

Micros-Beagá é o volume 2 da Coleção Micromínimus, tem capa do designer gráfico Bruno Lemos, de Uberlândia, MG, e seus 275 microcontos estão impressos sobre papel Soft Cream 80g, no formato de 11cms x 18 cms. Saiba mais no instagram @pangeiaeditora.




MICROS-BEAGÁ
Org: Rauer Ribeiro Rodrigues
Coletânea de microcontos
Editora Pangeia
336 páginas
R$ 60



[Lançamento] Ciberpajé publica conto "Lua Divinal" no Somnium #118, publicação do Clube de Leitores de Ficção Científica


Foi lançada a nova edição do Somnium, a lendária publicação do Clube de Leitores de Ficção Científica. Essa edição 118 dá destaque a contos que tratam sobre viagens e colonização da Lua. O Ciberpajé (Edgar Franco) teve o seu conto "Lua Divinal" selecionado e editado na página 80 da publicação que incluiu também uma ilustração criada por ele para seu conto. Baixe o Somnium #118 neste link

O Somnium #118 também traz a divulgação oficial dos premiados com o Argos 2021, a premiação mais importante da literatura fantástica brasileira. O Ciberpajé ganhou o Argos de melhor antologia pelo livro 2021.



[Lançamento] Projeto musical Ciberpajé participa com três faixas inéditas da compilação "As Formas Escuras de Ruído Morto Vol​. 02", lançamento da Kaos Records

 

As Formas Escuras de Ruído Morto é uma compilação que tem lançamento em fita K7 limitada em apenas 20 cópias e também versão digital no Bandcamp da gravadora Kaos Records. O Projeto Ciberpajé foi convidado pelo mentor da Kaos Records, Ramon Farias, a criar 3 músicas para o segundo volume da compilação. Além do Ciberpajé participaram do volume 2 os projetos musicais P.K.Pinheiro, Grand Hotel Prishtina e Sloppy2nd.


Confira na íntegra a compilação neste link.







[Lançamento] Posthuman Tantra participa do álbum TRIsE - No One Remix Versions, lançamento da gravadora Kaos Records


O álbum "TRIsE - No One Remix Versions" reúne 11 bandas de noise, experimental e ambient remixando e recriando a música No One que abre o split-tape TRIsE e Caos Sonoro. O Posthuman Tantra recebeu o convite do ativista cultural Ramon Farias, mentor do mais importante selo dedicado ao noise no Brasil, a Kaos Records, para fazer a sua versão de No One e inclui na faixa elementos de sua sonoridade característica, além de algumas vozes.

Confira o álbum na íntegra neste link.

Confira a faixa do Posthuman Tantra neste link.


domingo, 19 de dezembro de 2021

[Lançamento] Ciberpajé cria arte de capa, camiseta e pôster do livro biográfico da lendária banda StomachalCorrosion


A convite do grande musicista e ativista underground Charlie Curcio, o Ciberpajé teve a honra de criar a arte exclusiva para a capa da biografia da grande banda grindcore StomachalCorrosion. A SxCx é uma das bandas mais importantes da cena grindcore brasileira sendo referência desde os anos 90 e tendo inclusive seu mais recente álbum lançado pelo notório selo Cogumelo Records, de Belo Horizonte. O livro, descrevendo a trajetória de 30 anos da banda, é intitulado StomachalCorrosiom: La Teroro Estas Viva - Uma Biografia. Ele pode ser adquirido diretamente com Charlie Curcio



A obra narra a trajetória da StomachalCorrosion desde seu princípio em que os musicistas tocavam com instrumentos emprestados, passando pela gravação das primeiras demos e álbuns e sua consolidação no cenário nacional e mundial, destacando histórias divertidas, trágicas e inusitadas de todas as fases da banda, sempre capitaneada pelo incansável e talentoso ativista da cena underground Charlie Curcio. O livro é fartamente ilustrado com fotografias das várias fases, flyers, capas de demos e CDs e a narrativa é muito instigante. Leitura necessária para qualquer um interessado em conhecer os meandros do underground brasileiro, do grind e da música extrema.



O Ciberpajé investiu em uma arte que representasse simbolicamente a luta incansável da StomachalCorrosion para manter-se viva e expressiva com sua missão musical antidogmática. Foi uma grande responsabilidade criar essa arte e a empolgação de Curcio ao vê-la pronta fez o Ciberpajé entender que cumpriu a sua missão! O entusiasmo de Charlie Curcio foi tanto que ele resolveu fazer um pôster exclusivo com a arte para acompanhar a edição do livro e também uma camiseta em edição limitada. O Ciberpajé (Edgar Franco) escreveu um depoimento falando sobre a arte da capa e de sua admiração pela SxCx. O depoimento foi inclusive publicado no livro, o reproduzimos aqui:

Acompanho a trajetória da StomachalCorrosion na cena underground desde os primórdios e sempre admirei a banda pela sua integridade e impacto sonoro, sendo pioneiros fundamentais do grindcore e da música extrema no Brasil. Conheci pessoalmente o grande Charlie Curcio, mentor da banda, em 2015 quando fui participar do FIQ BH - Festival Internacional de Quadrinhos, e foi como um encontro de velhos amigos, quando visitei o templo underground Cogumelo Records, onde Curcio trabalhava à época. Foi algo emocionante e tiramos fotos e trocamos muitas ideias demonstrando nossa admiração mútua. Tempos depois ele convidou-me a criar um cover com minha banda Posthuman Tantra para um tributo ao StomachalCorrosion, fiquei em êxtase com o convite e preparei uma versão insana para a grande faixa "World of my God", e terei a honra de estar nesse grande e merecido tributo que em breve será lançado. Com esse contato mais próximo, passei a admirar ainda mais a banda e tive a chance de ler o livro autobiográfico de Charlie tratando de toda a sua incrível trajetória no underground desde os anos 80, uma biografia sem papas na língua, nua e crua como é o som da StomachalCorrosion. Pois bem, em uma conversa na Internet Curcio reiterou sua admiração por minha arte e contou-me que estava preparando uma biografia contando toda a história da Stomachal como comemoração de seus 30 anos de luta e resistência underground, eu falei a ele que se houvesse interesse eu poderia criar a arte de capa do livro e Curcio - como é de sua personalidade - ficou muito entusiasmado com a proposta! Pois bem, mergulhei ainda mais no mundo da StomachalCorrosion, ouvindo novamente seus álbuns, e revendo, relendo entrevistas, para assim inspirar-me para a criação da arte de capa desta obra marcante. Desenvolvi uma imagem simbólica que representa a força e a resistência do SxCx ao longo dos anos, apesar das pressões do sistema e dificuldades da estrada! O terceiro olho aberto na testa da criatura denota uma visão diferenciada que compreende todas as injustiças, desigualdades e opressões de um status-quo falido! Minha gratidão eterna ao lendário Charlie Curcio pela oportunidade de ter uma arte criada por mim na história da fundamental StomochalCorrosion, e conte sempre comigo. LONGA VIDA À SxCx! Que venham mais 30 anos!




Lyric video DESDOGMA, de Ciberpajé & Diavolos, é destaque no Webzine Metal Reunion

O notório webzine/blog Metal Reunion, que existe desde 2008, postou a divulgação do novo lyric video do Ciberpajé & Diavolos, confira neste link.



sábado, 18 de dezembro de 2021

Pesquisa sobre análise do discurso digital na cosmogonia do Ciberpajé é aprovada no mestrado em Estudos da Linguagem da UFMT



A professora e pesquisadora da obra do Ciberpajé, Fabíola Barros Castrillon, foi aprovada no mestrado em Estudos de Linguagem da UFMT para fazer uma investigação singular sobre a análise do discurso digital nas obras e ideário de Edgar Franco (Ciberpajé).

O mestrado será desenvolvido na linha de pesquisa: Práticas Textuais e Discursivas: Múltiplas Abordagens, e terá início em 2022. O Ciberpajé falou sobre a notícia da aprovação de Fabiola:

Meus parabéns à Fabíola e pode contar comigo no que for necessário durante o desenvolvimento do mestrado! É uma honra ver mais uma pesquisa sobre minha obra emergindo e em um viés muito especial. Aproveito para agradecer a todos os pesquisadores acadêmicos que têm se debruçado sobre minha arte e ideário ao longo dos anos escrevendo artigos, capítulos de livros, e inclusive 4 livros totalmente dedicados a analisar múltiplos aspectos de minhas criações.

Eis o resumo do projeto de Fabíola Castrillon aprovado no mestrado:

Título: Análise do discurso digital: a Cosmogonia de Ciberpajé

Os quadrinhos (HQ) são considerados atualmente a Nona Arte. No contexto digital, temos o surgimento da HQtrônica, HQ transmídia, com telas infinitas, navegação em 360°, som, e músicas, animação e a possibilidade de múltiplos caminhos na navegação, estórias multilineares com diversos finais, que hibridizam as possibilidades da hipermídia. O autor Edgar Franco é pioneiro na investigação dessa linguagem intermídia, no Brasil e no mundo. Criador do universo ficcional transmídia da Aurora Pós-Humana, que abrange obras em quadrinhos, HQtrônicas, HQforismos, músicas com a sua banda Posthuman Tantra, performances com uso de realidade aumentada, esculturas, animação criada com auxílio de redes neurais, além de ser professor universitário, pesquisador, escritor, quadrinista, arquiteto, tudo isso conectado. Dito isso, este trabalho busca analisar o processo de autonomeação que Edgar Franco faz ao completar seus 40 anos, passando a se identificar como Ciberpajé, acontecimento que consideramos ser um processo de construção de imagem de si, o que procuraremos atestar no conjunto arquivista de sua densa discursividade. No mesmo gesto, a pesquisa busca analisar o funcionamento do ambiente digital como espaço que possibilita novas práticas de linguagens e subjetividades. Mobilizaremos nessa proposta de discussão os conceitos de memória discursiva, quadros pré-discursivos, o ethos e conceitos forjados por Marie-Anne Paveau sobre discurso digital. Consideramos que a discussão aqui lançada pode contribuir para os estudos discursivos no ambiente digital, tomando como mote o conjunto arquivista do intelectual Ciberpajé.


Palavras chaves: Ciberpajé; Memória Discursiva; Ethos; Discurso Digital.




terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Lançamento do "lyric video" DESDOGMA, de Ciberpajé & Diavolos, é destaque no portal musical LUCIFER RISING


O lyric video Desdogma - assista-o aqui - lançado dia 14 de dezembro de 2021, trazendo uma parceria entre o projeto musical Ciberpajé e a banda Diavolos (RJ), é destaque na capa do lendário portal LUCIFER RISING. Confira a matéria do notório ativista underground Hioderman Zartan neste link.




[Lançamento] DESDOGMA: confira o novo lyric video iconoclasta do Ciberpajé & Diavolos

O novo "lyric video" do projeto musical Ciberpajé apresenta o single Desdogma. Uma música iconoclasta criada em parceria com a notória banda DIAVOLOS, da zona oeste do Rio de Janeiro. O DIAVOLOS cria músicas que transitam entre o metal, o punk, o hardcore e o crossover, e já tiveram como produtor de um de seus discos o lendário Carlos Lopes (Dorsal Atlântica).

O vídeo, com arte, direção e edição do Ciberpajé (a.k.a.Edgar Franco), apresenta a face da criatura da capa do vindouro EP Desdogmas (Ciberpajé featuring Diavolos) em uma versão 3D e em movimento. A faixa tem peso e atmosfera causticante e propõe uma mensagem de impacto. Assistam o vídeo neste link, ou abaixo.



segunda-feira, 13 de dezembro de 2021

[Exposição] Ciberpajé participa com ZooHQforismo do Varal Cultural do IV Colóquio de Zoologia Cultural da UNIRIO

A convite do Prof. Dr. Elidiomar Ribeiro da Silva (UNIRIO), um dos organizadores do  IV Colóquio de Zoologia Cultural da UNIRIO, o Ciberpajé (Edgar Franco) participou da atividade Varal Cultural com um ZooHQforismo colorido. O colóquio aconteceu nos dias 11 e 12 de dezembro de 2021, com todas as atividades online. As artes do varal cultural podem ser conferidas em um vídeo no youtube, neste link, ou abaixo:



Saiba mais detalhes sobre o VI Colóquio de Zoologia Cultural neste link.

domingo, 12 de dezembro de 2021

[TV UFG] Ciberpajé faz participação ao vivo no programa MUNDO UFG para falar da sua premiação com o Argos


No dia 8 de dezembro de 2021, o Ciberpajé (Edgar Franco) fez uma breve participação ao vivo no programa Mundo UFG, da TV UFG, para falar sobre a sua premiação com o Prêmio Nacional Argos de Literatura Fantástica com a antologia de contos "2021".


Confira abaixo a participação do Ciberpajé no programa:



Assista ao programa completo neste link.



sábado, 11 de dezembro de 2021

[Veja como foi] Live de lançamento da antologia em quadrinhos INTEMPOL-AGORA, que inclui HQ inédita do Ciberpajé



Um dos lançamentos de quadrinhos mais aguardados deste fim de ano aconteceu na sexta-feira, dia 10 de dezembro, às 19h no Instagram @editoracaligari. 

Organizado pelo múltiplo Octavio Aragão, “Intempol - Agora” é uma antologia de quadrinhos fantásticos que reune oito HQs em torno da Intempol, a polícia espaço-temporal concebida por Aragão em 1998 e que já transitou por contos, romances e quadrinhos de múltiplos autores. Entre os dez quadrinistas deste álbum, estão colaboradores de Aragão em outras HQs (como Manel Fogo, de “Para Tudo Se Acabar na Quarta-Feira”, e Carlos Hollanda, de “Psicopompo”), ou que já trabalharam com a Intempol em outras graphic novels (como Manoel Magalhães e Osmarco Valladão, autores de “The Long Yesterday”), mas também inclui outros nomes de destaque na cena independente, como Letícia Pusti (HQMix 2021 de Desenhista Revelação), Bianca ‘Tetisuka’ Bernardi e Marsal, entre outros.

A capa do álbum é do notório quadrinista Léo, roteirista e desenhista brasileiro radicado na França há quarenta anos, onde assina dezenas de álbuns de Ficção Científica e Aventura para a Dargaud.

O Ciberpajé (Edgar Franco) foi convidado por Aragão a desenvolver uma das HQs de álbum e propôs um crossover entre o universo da Intempol e o seu universo ficcional da Aurora Pós-humana, criando a HQ de 7 páginas "Vortex Pós-humano".

A live de lançamento contou com quase todos os autores relatando seus processos criativos, incluindo o Ciberpajé e pode ser conferida na íntegra no Instagram da Editora Caligari.

Para adquirir seu exemplar de INTEMPOL- Agora clique aqui. Quem adquirir o álbum até o dia 13 de novembro receberá seu exemplar autografado!


 


sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Notório Jornal Opção, de Goiânia, destaca premiação do Ciberpajé com o Argos 2021


O Jornal Opção, um dos veículos de imprensa mais importantes do estado de Goiás destacou em sua edição de sexta-feira, dia 10 de dezembro de 2021, a premiação do Ciberpajé (Edgar Franco) com o Argos.

Leia a matéria neste link, ou confira o fac-símile abaixo:





quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

Premiação do Ciberpajé com o Argos é destaque no canal oficial da UFG no Instagram


A premiação do Ciberpajé (Edgar Franco) com o Prêmio Nacional Argos de Literatura Fantástica foi motivo de destaque na sessão "Orgulho de ser UFG" do Instagram oficial da UFG (Universidade Federal de Goiás). A postagem com duas imagens, foto do artista e da capa do livro, pode ser conferida
neste link.

Abaixo o texto da postagem oficial no Instagram UFG:

A proposta inusitada do livro coloca-o em um contexto singular para a ficção científica brasileira 📚

O Prêmio Argos de Literatura Fantástica é a mais importante premiação dedicada ao gênero fantástico no Brasil, englobando fantasia, ficção científica e horror. Edgar Franco, mais conhecido como Ciberpajé, artista transmídia, professor da Faculdade de Artes Visuais (FAV/UFG) e do Programa de Pós-Graduação Arte e Cultural Visual/UFG é o primeiro autor radicado no estado de Goiás a ganhar o Argos.

A antologia de ficção científica "2021" foi concebida com a proposta de subverter a tradição de imagens que ilustram contos. Franco recriou 7 artes de seu universo ficcional da Aurora Pós-humana utilizando redes neurais e inteligências artificiais, depois propôs a 7 notórios pesquisadores acadêmicos e autores brasileiros de ficção científica que criassem narrativas curtas inspiradas nessas artes. Tudo foi desenvolvido no contexto tenso da pandemia de covid-19, em 2020.







[Lançamento] Ciberpajé cria arte para o encarte e grava vozes de dois aforismos exclusivos em faixa do novo CD "11:11" da banda de rock progressivo Sub Rosa

O Ciberpajé foi um dos artistas convidados a participarem do novo álbum da notória banda de rock progressivo brasileira SUB ROSA, intitulado 11:11. A ousada obra visual e sonora tem como base conceitual os 22 arcanos do Tarô e se desenvolve com grande densidade em um álbum duplo com 22 músicas.

Ciberpajé destaca a nova camiseta da SUB ROSA

O Ciberpajé criou a arte do encarte do digipack que mostra o logo da banda e os seus musicistas, e também participa da bela e atmosférica faixa "Romance Hermético", para a qual criou dois aforismos inéditos e gravou as vozes da música.  Confira um breve depoimento do Ciberpajé sobre o álbum 11:11 neste link, ou abaixo:


O fabuloso 11:11, com certeza um marco para o prog rock brasileiro, pode ser ouvido na íntegra neste link. Para adquirir o belíssimo digipack da versão em CD visite este link.




Portal da UFG - Universidade Federal de Goiás - destaca a notícia da premiação do Ciberpajé com o Argos 2021



O portal da UFG deu destaque para a notícia da premiação do Ciberpajé (Edgar Franco) no Prêmio Nacional Argos de Literatura Fantástica pela antologia "2021", com contos de 7 autores inspirados em artes recriadas em redes neurais.

Confira a notícia na íntegra neste link, ou no fac-símile abaixo.


A premiação também foi noticiada no site do Programa de Pós-graduação em Arte e Cultura Visual da FAV/UFG, no qual o Ciberpajé é professor permanente. Pode ser lida neste link.


[Premiação] Ciberpajé ganha o Prêmio Nacional Argos de Literatura Fantásica pela antologia "2021"

Livro "2021", com contos inspirados em artes recriadas em redes neurais do artista e professor da FAV/UFG Edgar Franco (Ciberpajé), ganha o Prêmio Nacional Argos de melhor antologia


O Prêmio Argos de Literatura Fantástica é a mais importante premiação dedicada ao gênero fantástico no Brasil, englobando fantasia, ficção científica e horror. A premiação anual, já com 12 edições, elege as melhores obras do ano anterior em 3 categorias - conto, antologia/coletânea e romance - e é promovida pelo CLFC - Clube de Leitores de Ficção Científica, entidade que existe desde 1985 e tornou-se a mais importante difusora do gênero fantástico no país.

Edgar Franco, mais conhecido como Ciberpajé, artista transmídia, professor da FAV/UFG e do PPG Arte e Cultural Visual/UFG é o primeiro autor radicado no estado de Goiás a ganhar o Argos, essa importante premiação nacional.

A antologia de ficção científica "2021" foi concebida por Edgar Franco, como parte das atividades do grupo de pesquisa CRIA_CIBER que coordena na FAV/UFG, com a proposta de subverter a tradição de imagens que ilustram contos. Pois no caso da obra, Franco recriou 7 artes de seu universo ficcional da Aurora Pós-humana utilizando redes neurais e inteligências artificiais, depois propôs a 7 notórios pesquisadores acadêmicos e autores brasileiros de ficção científica que criassem narrativas curtas inspiradas nessas artes. Tudo foi desenvolvido no contexto tenso da pandemia de COVID-19, em 2020, e o título da obra questiona o futuro próximo que tanto nos assustava em meio a esse caldo cultural hiperinformacional baseado em pós-verdades. A proposta inusitada de "2021" coloca-o em um contexto singular para a ficção científica brasileira.


A premiação com o Argos de melhor antologia foi fruto de uma articulação entre amigos autores e pesquisadores apaixonados pelo ato criativo que se dispuseram a dedicar o seu tempo a criarem contos instigantes, a maioria deles ligados à grandes universidades brasileiras, sendo eles: Edgar Smaniotto(Unesp), Fábio Fernandes (PUC-SP), Fabio Shiva, Gazy Andraus (UFG), Gian Danton (UNIFAP), Nelson de Oliveira (USP) e Octavio Aragão (UFRJ). E do entusiasmo do editor Henrique Magalhães, professor titular da UFPB, que abraçou o projeto de imediato com a sua editora Marca de Fantasia. Fundamental também foi Adriana Amaral (UNISINOS), autora do prefácio, e o pesquisador Alexander Meireles (UFG- Catalão) que promoveu a live de lançamento no canal Fantasticursos. Nas palavras de Edgar Franco (Ciberpajé):

Minha eterna gratidão aos autores, ao editor e aos demais envolvidos na criação de “2021”. Esse prêmio é de todos nós! Agradeço também aos votantes e à comissão organizadora do Prêmio Argos. Gostaria de dedicar o Prêmio Argos ao meu amado pai e grande incentivador, Dimas Franco, que morreu vitimado pela COVID-19 poucos dias após eu escrever a apresentação do livro "2021", sendo essa a primeira de minhas obras que ele não leu. Gratidão infinita por tudo, meu pai!

Baixe o e-book “2021” na íntegra neste link.

Depoimento em vídeo de Edgar Franco (Ciberpajé) sobre a antologia “2021” e a premiação com o Argos:



Confira a live de lançamento da antologia "2021" que ocorreu em outubro de 2020 no canal Fantasticursos: 



A cerimônia que anunciou os premiados com o Argos 2021 pode ser conferida no Canal oficial do Clube de Leitores de Ficção Científica: